domingo, 6 de setembro de 2009

Lembranças de um amor virtual


Ontem lembrei de você!
Eu lembro de você todos os dias.
Mas ontem lembrei de uma forma especial, no momento singular, ouvindo duas músicas linda.
Era fim de tarde.
O crepúsculo já no fim.
Eu estava sentado na varanda de minha casa provisória (já que a outra está sendo ampliada e reformada).
De repente começo a ouvir as músicas que estão no meu celular.
Duas delas levou meu pensamento a você.
Gosto de Limão com Mel. A própósito, um dia quando a gente teclava, eu falei pra você de uma música dessa banda, lembra? Era "Metade da Metade". Naquele tempo nosso amor existia.
Mas as duas músicas que estão no meu celular são: "Minha vida sem você" e "Não quero mais".
Olha as letras:

Minha vida sem você

Não quero o fim
Desse amor
Não suporto essa dor
Diz pra mim
Que não é o fim

Só você
Que eu amei
Meu amor te entreguei
Só você é tudo pra mim
Se eu te fiz
Chorar
Sem querer magoar
Te fiz sofrer
Não me deixe assim

Eu não dei valor a tudo
Que eu vivi com você
Fui um bobo te enganei
Só agora eu posso ver

Minha vida sem você
Já não tem sentido algum
Volta vem me traz a paz
Minha vida sem você
Não tem sentido algum

Não dá
Não vale a pena
Minha vida sem você


Pois é! Você me dava sentido. Você ocupava meus pensamentos quando eu ia pra escolar ensinar. Você me fez fazer planos, sonhar os sonhos mais loucos e ao mesmo tempo mais excitantes possíveis. Mas vou te mostra a outra letra.

Não quero mais


Eu não posso mais...
Eu não quero mais...
Viver sem ter você sem ter você
Volta vem me traz,traz a minha paz
Pra esse amor me faz viver
Eu não quero mais...
Eu não posso mais...
Viver sem ter você
Volta vem me traz
Traz a minha paz
Pra esse amor
Me faz viver
Não vou viver assim
Você longe de mim
Eu te amo
Te quero até o fim
Vou buscar esse amor
Sei que nada acabou
Então vem, eu juro sem você
Sofro tão só
Você é pra mim
Como um sonho em enfim
Você é meu sol, sempre a brilhar
Só você não vê
O nosso amor morrer
Abro o coração, vem me amar
Não vou viver assim...


Volta vem me traz,traz a minha paz! É tudo o que eu mais quero. É o que me falta. Nas outras coisas estou bem. No trabalho, não obstante os problemas e não ser o que quero, vou bem. No curso, ah no curso, foi através da História que te vi, te conheci, lá em Salvador, naquele encontro de estudantes, mas só depois, pelo Orkut e Msn, é que nos falamos. Lembrei agora da foto que você mandou pro meu e-mail. Você estava com sua galera, e coincidência ou não, eu passo na hora e saio na foto. Mas como eu estava falando. No curso vou bem. Fim de ano termino. Quero que você esteja no meu baile de formatura. No aspecto religioso vou bem, e muito bem. Me encontrei na Igreja Católica. Hoje me sinto mais completo, mais pleno, mais preenchido em minhas inquietações espirituais. Se naquela época eu fosse católico, as coisas teriam, certamente, tido outro rumo. Com minha família também estou bem. Falta só você. Traz a minha paz, traz o amor que foi embora e nunca mais voltou.
Não sei como está a sua vida. Não sei se você tá namorando. Sei que esse amor se perdeu, restando a ele a lembrança e a saudades, pelo menos de minha parte, não sei se você sente o mesmo.
Lembrei, ao ouvir essas músicas, de nossas conversas malucas, quando a gente imaginva situações que pela distância não dava, naquele momento, para vivenciá-las. Lembrei das vezes que eu te jogava na areia do mar e beijava teu corpo por inteiro, sentindo tua respiração, com os nossos corpos se envolvendo de tal forma que não mais duas pessoas ali, mas uma.
Lembrei das vezes que te tinha em meu colo, por entre as minhas pernas, olhando lá longe o infinitude do mar.
Ah, que saudades de você!
Mas um dia a gente se encontra.
Sei que não vai rolar o que a gente desejava tão intensamente, porque o mundo girou muito e você, talvez, já tenha constituído família.
Mas uma cerveja, ou melhor, um vinho a gente toma juntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...