sábado, 9 de maio de 2009

Sem saco pra estudar


Hoje não fui ao curso de espanhol. O pior é que eu tinha prova. Mas, durante a semana que se finda, meu tempo não permitiu que eu estudasse o conteúdo. Ou será que foi porque eu não administrei bem meu tempo? De toda forma eu não estou com saco para estudar conteúdos formais, seja da faculdade ou do curso de espanhol. Quero mesmo é poder ler e estudar o que me dá prazer, o que me faz sonhar, aquilo que me ajuda no conhecimento de mim mesmo.

Ontem na faculdade, durante a aula de Construção da História Regional, eu estava inquieto, queria a todo tempo sair da sala. Não só eu, diga-se de passagem, quase todos colegas de turma também. Têm coisa que a gente se pergunta pra quê estuda. O conhecimento válido é aquele que vai servir no nosso dia-a-dia, ou que vai nos fazer repensar a existência, ou ainda aquele que nos possibilita viajar, sair da rotina e entra no mundo de outros personagens, como a literatura.

O curso de espanhol me é útil. Quando me matriculei, apesar de à época preferir mais inglês, fiz pela possibilidade e facilidade de estudar, viajar e trabalhar em algum país da América Latina, sobretudo algum membro do MERCOSUL. A disciplina de ontem, no curso de História, também é importante. Ela possibilita uma olhar crítico sobre nossa região e do seu conceito, abarcando os vários discursos forjados pelas elites nordestinas, mas que não viabiliza um novo nordeste. Só que tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu, como diz Chico Buarque de Holanda, aí estudar se torna um porre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...