sexta-feira, 2 de maio de 2014

Pai comprou bolachas recheadas

Pai comprou bolachas recheadas. Fazia tempos que, nas compras do mês no supermercado, ele não comprava. Fiquei surpreso quando mãe disse que ele tinha feito isso. Um milagre.

Amo bolachas recheadas. Ou biscoitos recheados como diz na embalagem. Tanto faz. Desde pequeno que sou doido por esse tipo de comida que faz tanto mal a saúde, mas é tão bom pro paladar.

Dias atrás, durante a noite, bateu a vontade de comer biscoitos recheados. Eram nove horas da noite. Peguei a bicicleta. Fui até o outro lado da cidade. Lá tem uma padaria que fica, ou ficava, aberta até tarde. Fui todo animado. Até chuva peguei no meio do caminho. Mas chegando lá, para a tristeza geral da nação, a padaria estava fechada. Que raiva!

Essa vontade repentina que bateu, parecendo até desejo de mulher grávida, se deu em virtude de há alguns meses não ter comprado mais meus biscoitos recheados. Desde que pai cortara, há uns anos, a compra deles, eu é que tinha que desembolsar a aquisição de minhas biscoitos diletos.  Mas na busca para perder alguns quilos, acabei traindo essa relação de amor antiga.

No dia seguinte, fui no supermercado perto de casa e comprei três biscoitos de chocolates. Matei a vontade.

Quando criança eu ansiava pelas compras mensais porque sabia que, além dos gêneros alimentícios e outros produtos essenciais na vida doméstica, viria os biscoitos.

Hoje, depois de anos, quando cheguei na cozinha, mãe disse: teu pai comprou biscoitos recheados.

São 22:49. Acabo de comer uma bolacha recheada de morango. Voltei, por uns instantes, a ser o menino de 15 anos atrás. E torcendo para que próximo mês a boa nova se repita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...