domingo, 17 de fevereiro de 2008

Tempo de Amar


De todos os livros da Bíblia, Eclesiastes, é sem dúvida, o mais filosófico, o que mais expressa de forma verossímil a existência humana. É o livro que mais gosto das Escrituras. Foi escrito pelo famoso rei Salomão, conhecido pela sua sabedoria inigualável, muito mais conhecido, porém, pelos seus dotes com as mulheres; mas não é sobre esse último aspecto que o admiro.

O texto mais citado do livro é o que está no capítulo 3. 1-8. É impossível não ter ouvido algum cristão evangélico dizê-lo. Eu uma vez até dei uma rápida reflexão na minha Igreja sobre ele.

Há tempo pra todas as coisas debaixo do céu.

Hoje na escola bíblica, a ministrante, pediu pra minha irmã ler esse poema de Salomão. Claro que eu já tinha lido e ouvido várias vezes ele, mas hoje me fixei no versículo 8, na primeira parte: há tempo de amar.

É tempo de amar.

Mas o que é o amor?

Não me refiro a o amor que já falei aqui em algumas postagens. E sim no amor que Cristo tanto pregou. Que seus apóstolos tanto pregaram. No tipo de amor que padres, pastores, pregadores, sacerdotes de várias religiões divulgam. Mas bem pouco praticado.

É tempo de amor. É tempo de amar. É tempo de deixarmos de lado a intolerância, o desrespeito, o preconceito e amarmos o próximo assim como ele é. Independente de concordarmos ou não com suas atitudes, o amor deve prevalecer.

Se o Mestre disse que amassémos até nossos inimigos...

O mundo precisa de amor. Os seres humanos, a começar de mim, precisam amar.

O mundo seria tão diferente se o amor fosse uma lei, não uma lei coercitiva que obedecemos com medo da punição, mas uma lei que estivesse gravado em nossas mentes e corações, uma vez que sempre que o amor é manifestado nos sentimos melhores, nos humanizamos mais.

Amor.

Que Deus me ajude a cumpri esse que é o maior de todos os mandamentos: amar!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...