sexta-feira, 2 de julho de 2010

Linda

Nossa, como eu gosto de você!

Lembro-me do dia que eu te vi. Eu estava sozinho naquela reunião. De repente vejo você chegando com aquela sua amiga. Que meninas lindas, penso! Sobretudo você, claro.

De repente, imagino o que fazer para falar com você. Já sei. O seu padre é amigo meu. Então, pra poder falar com você, pergunto como anda seu sacerdote, hehe.

Que sorriso lindo é o teu! Um sorriso inocente. Encantador. Fascinante.

Uma semana depois, te vejo em Campina Grande. Fico sem saber como chegar até você. Mas termino chegando, hehe.

Ah eu quero tirar uma foto contigo, posso? Claro! Você nem sabe que eu mostrei a foto na minha câmera a muitas pessoas. Eu falava, olha como a gente forma um casal bonito, hehe. E todo mundo concordou, viu?

Viva a internet! Não sei o que seria de mim sem a Net, sem o Orkut, sem o MSN. A gente começa a conversar por esses meios virtuais. Pouco a pouco vou sentindo algo por você. Será a paixão?

Mas descubro que você tem namorado. Fico meio triste. Mas o que quero é que você seja feliz. Sempre pergunto como anda seu namoro. Reparo que quase todas às vezes você me responde sem muito ânimo. Mesmo assim, meu desejo é que você esteja bem.

Depois conheço outra pessoa. Começo a gostar dela. Mas não sou, no começo, correspondido. Só depois de muito tempo, consigo fisgá-la, hehe.

Você termina seu namoro. Agora. Logo agora... Poderia ter terminado antes... Quem sabe eu e você...

Começo a namorar. Mas também penso em você. Quando a gente se encontra, quando a gente se fala, tenho uma vontade imensa de te beijar, de ter acariciar, de te falar, “estou aqui, não tenha medo”...

Mas não quero te enganar; nem quero enganar a minha Outra Parte. Mas eu te amo! Te amo de um jeito especial. Te amo e quero que você encontre um namorado pra te fazer feliz, pra te fazer carinho, pra te dá o abraço que de vez em quando você me pede pelo MSN e eu pela distância que nos separa fico impossibilitado de dar.

Temos um amigo comum que sabe disso. Ele sabe que já conversei com você sobre ficar. Ele sabe que tenho vontade ficar contigo. Sabe também que só não fiquei porque eu te gosto tanto que não quero te machucar, por isso, ainda, não busquei um beijo teu nos meus lábios...

Sabe, todas as vezes que escuto “Cuida de Mim” com Tomate, eu me lembro de ti. Parece que estou te vendo, parece que estou contigo na praia, a gente dançando ao som dessa música, a gente olhando o mar, a gente se beijando...

Ainda bem que você não ler meu blog!

Seja feliz!

2 comentários:

  1. Por que não contou isso antes ? Lindo tudo que escreveu ... jamaius desconfiei, serio, jamis imaginei que todos os torpedos, conversas, realmente teria um 'sentimento mais que amigo'.

    ResponderExcluir
  2. Q lindo.
    Tbém tenho cartas q escrevo e nunca o destinatario vai ler.
    De vez em qdo acho q é melhor assim.
    Uma vez, qdo era bem novinha, tive uma paixão q deixei guardada mto tempo, passados anos, tive a chance de encontrar o cara, e ele disse q tbém gostava de mim na época. Mas nenhum teve coragem de dizer ao outro, cada um foi viver sua vida.
    O carinho permaneceu, mas não havia mais a historia q podia ter sido vivida, pq nos 2 encontramos outras "outras partes"
    Mto certo qdo o Paulo Coelho diz q podemos ter mais de uma Outra Parte espalhados por aí, disso nascem os conflitos.

    Espero q a menina para quem vc escreveu saiba um dia. É sempre bom saber q despertamos o amor.

    Bjos

    DMariazinha

    ResponderExcluir

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...