sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A noite e você

O tempo está frio.

Sinto-me vulnerável, fragilizado, carente...

Sabe uma criança que precisa de cuidados constantes, do aconchego, de colo e de calor materno... Estou assim...

Bem que você podia está aqui, comigo, cuidando de mim, me fazendo ri, recebendo o meu coração, a minha alma, suprindo as necessidades pueris que jorram de meu ser.

Cada minuto é muito tempo sem você... Nunca antes o trecho dessa canção se fez tão real quanto nessa noite fria.

A sua presença trouxe cores nos dias cinzentos que passei durante esse ano.

Eu gosto de você.

Gosto de está com você.

Gosto de fazer planos, talvez, malucos para um futuro comum. Mas os que viveram com beleza, paixão e excitação a vida sempre foram tidos como malucos. Desafiaram a norma, romperam com paradigmas, quebraram tabus. Estiveram à frente do seu tempo. Isso tornou essas pessoas eternas e inspiradoras para todos e todas que não se conformam com o estado de coisas, que não aceitam as limitações culturais que demarca o certo e o errado, excluindo as minorias e negando as diferenças culturais, religiosas e sexuais.

Com você o sonho de mudar o mundo, o desejo de lutar contra as injustiças, descriminações e exclusões sociais de todos os níveis torna-se mais forte em mim.

Nunca me senti tão forte quanto agora...

O roubo que fizeram de mim está sendo restituído.

Hoje sou mais eu e menos o que os outros querem que eu seja.

Tudo isso me veio nessa noite de sexta-feira amena, fria. Uma noite até um tanto contraditória. Veja bem: sinto-me carente, fragilizado, vulnerável, necessitado de colo, concomitantente sinto-me forte para enfrentar um mundo desigual, perverso e injusto, que espero ser mais igual, mais solidário e mais justo um dia. 

Obrigado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...