sexta-feira, 23 de abril de 2010

Meu estado

Acordei. Como sempre corro para escovar os dentes e tomar banho. Assim que entro no banheiro, não sei o que deu em mim, termino soltando a minha escova de dente e ela cai no vaso sanitário. Esse acontecimento não foi inusitado pelo que ocorreu com minha escova, mas porque ele é emblemático de meu estado psicológico dos últimos dias.

Pode até aparecer leseira, mas o meu descuido com a escova de dente representa o nível de preocupação, estresse e ansiedade que tem me perturbado desde mais ou menos três semanas. Estou a ponto de explodir. Mas me seguro muito. Ser controlado, às vezes, pode parecer um defeito pelo excesso de cuidado que isso pode acarretar, mas nesse sentido tem sido positivo meu controle emocional.

Hoje pela manhã tive prova na faculdade. Como terminei cedo fiquei conversando um pouco com colegas, mas sem razão aparente eu tava começando a me estressar. Vim pra casa. Comecei a ler um livro, deu sono. Fui deitar. Quando acordei minha mente tava com toda. Comecei a pensar em algumas coisas que tem ocorrido na minha vida. A partir disso, comecei a não me sentir bem.

Mandei uma mensagem de texto para um amigo falando sobre como eu tava. Depois fiz uma oração. Cheguei ao trabalho, dei uma boa-tarde meio seco a minha companheira da tarde. Depois chegou um amigo comum. Começamos a conversar. Ele já tinha me alertado para esse excesso de ansiedade que tenho, mas nada mudou desde nossa última conversa no domingo de páscoa. Pelo contrário, talvez, o que tínhamos conversado me deixou mais preocupado ainda, porque ele discorreu sobre as patologias que são conseqüências da ansiedade e do estresse.

Sabe, tenho me perguntado como Pitty, será que devo enlouquecer ou devo apenas sorrir? Sorrir, até tenho feito isso, sorrir pra não chorar. Quanto à primeira alternativa, sei lá, acho que já sou louco por vida. Só não quero perder a consciência do meu eu. Mas acho isso pouco provável. Muita gente passa e já passou por isso que tou enfrentando e nem por isso o mundo acabou.

Penso que tudo isso está relacionado ao meu desejo de independência ainda não realizado. Terminar a faculdade (terminei a de história, mas ainda não consegui um emprego fixo, e comecei o curso de Direito), conseguir um emprego, comprar uma casa (ou um apartamento, já que quero residir em uma cidade grande), morar, sei lá, só ou com a pessoa que amo (se ela quiser, claro!). Isso são anseios que tenho projetado no meu futuro. Por isso, tenho vivido, em alguns instantes (ou mesmo na maioria dos instantes de minha vida) no futuro que nunca chega.

Tenho que parar. Mas como? Estive pensando em me danar pra algum lugar bem carente ou trabalhar em algum serviço voluntário pra ver se deixo de sofrer esse sofrimento desnecessário, mas que tem me tirado a serenidade. Por enquanto tenho controlado minhas emoções, espero não chegar ao ponto de descarregar em alguém. Vou voltar a caminhar. Pronto. Achei a solução. Retomar meu contato com a natureza e sentir a tranqüilidade, a paz e o alívio que no meio de muita gente é difícil de ter.

3 comentários:

  1. Será esse o mal moderno? Solidão? Acredito profundamente que você deva procurar um terapeuta. Não, não estou chamando você de doente mental, mas acho que seria enriquecedor para você essa experiência. No mais, procure conversar com alguém mais velho, que você confie e admira. Algum colega de trabalho, membro de sua igreja ou mesmo professor da universidade. A ajuda vem de onde menos se espera.

    ResponderExcluir
  2. -
    Amigo!Cuidado com essa Ansiedade!!
    Cuidado com os pensamentos...
    Na maioria das vezes n é bom
    fikar remoendo as coisas da nossa vida...(falo por experiência
    própria viu...Como já te falaram
    sobre os efeitos da ansiedade...Eu q o diga,tô em tratamento psicológico por causa disso...)É terrível...Tô melhorando graças
    a Deus, mas só Deus sabe o q eu passei...)
    Pensamentos Positivos é o q desejo pra vc...!

    'As vezes as coisas n são como gostaríamos q elas fossem...Mas elas se tornam melhores a partir
    do momento em q decidirmos q isso
    deva acontecer!'

    Fik com Deus!
    =)

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado Jonh!

    Muito obrigado Raquel!

    Os conselhos de vocês são importantes para mim. Obrigado por existirem e por fazer parte desse blog.

    ResponderExcluir

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...