quinta-feira, 15 de abril de 2010

Coisa boa e outras coisas...

Leram meu blog... 

Pela primeiva vez na vida, um leitor do meu blog, disse que tava na hora para eu atualizar as postagens. Isso é um bom sinal, ou seja, significa que alguém ler as leseiras, as coisas do meu coração, o estado emocional, o meu cotidiano, nesse diário virtual.
E pra falar em diário em diário virtual, sábado passado, após o encontro da RCC na minha paróquia, me encontrei com um amigo na praça da Matriz. Ele já tinha falado sobre meu blog e tal. Criticou novamente. Disse que eu não deveria colocar minha vida nesse blog, porque tinha coisas mais interessantes para se falar na internet. Eu respondi dizendo que meu blog não é de fofocas políticas ou coisa do tipo, mas faço dele realmente um diário virtual, ou melhor, um caderno íntimo, onde exponho meus pensamentos, minhas angústias, meus afetos de modo geral. Se alguém vai ler ou não isso pouco me importa.
Mas, hoje, ao receber a resposta de um e-mail de um amigo da facul, vi a cobrança dele. Fiquei feliz! Uma alma viva ler o que coloco aqui.

Enquanto isso na Argentina...

Um juiz argentino anulou o casamento de um casal de homossexuais que ocorreu em dezembro no sul do país e que foi o primeiro casamento gay do país. Ele  amparou em artigo do Código Civil da Argentina, que não contempla o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo. Declarou inexistente  o casamento entre Alex Freyre e José María di Bello na província de Terra do Fogo por um decreto da governadora dessa região, Fabiana Ríos.
Coisa triste isso!
O Estado deve reconhecer um direito para uma situação que existe de fato, a saber, a união de pessoas homoafetivas que vivem juntas, que constituem família.
O Brasil está muito atrasado a esse respeito.
Já no Uruguai a união civil entre casais homossexuais é legalizada. Foi a primeira lei nacional deste tipo aprovada em um país da América Latina.

E as pulseiras do sexo?

Só se fala nisso agora. Todo mundo quer proibir as pulseiras do sexo. Coisa absurda, dizem os moralista. Acho tudo isso uma leseira. O que o governo, a escola, a família e a sociedade deveria fazer é falar abertamente da sexualidade com os adolescentes.
O principal assunto numa roda de colegas entre 10 (ou até menos) até 17 (quando ocorre o término da educação básica) de idade é o sexo. Sexo em todas as suas nuances.
Nada mais excita tanto garotos e garotas do que esse conteúdo. Também, até eu, com 23 anos, fico assim, imagina um cara ou uma mina na puberdade...

4 comentários:

  1. A escritora madrileña Rosa Montero diz que sempre escrevemos para os outros e que escrevemos para driblar a morte e nos tornarmos imortais através de nossas idéias, nossos escritos.
    Muitas pessoas podem estar lendo seu blog...

    ResponderExcluir
  2. Blogs de comentários políticos, por exemplo, estão aos montes na internet, e quase sempre são tendenciosos.
    Diários virtuais também, mas a maioria fala sobre bobagens adolescentes.
    Leio aqui porque você fala sobre tudo e com muita sinceridade e também tem uma maneira peculiar de ver as coisas.
    Enquanto a comentários, falta deles não é sinônimo de falta de audiência. Muitas pessoas passam por blogs e não deixam comentários. Eu, por exemplo, já visito aqui faz um tempo, mas é a primeira vez que comento algo.
    Continue escrevendo...
    rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Wellington!
    Suas palavras me animaram, aushausha.
    Abraço amigo!

    ResponderExcluir

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...