sábado, 15 de janeiro de 2011

Sábado anormal



Fim de tarde de sábado. Já passou das 18h00minh, ainda assim existe uma claridade na cidade hoje. A noite resiste em chegar. Ou será o dia que resiste em ir embora? Hoje resisti a ir pro show de Ana Carolina em João Pessoa. Foi difícil. Mas resisti. Talvez um dia posto aqui os motivos que me fizeram tomar essa atitude contrária a minha vontade, aos meus desejos, até aos meus sonhos.

Nunca dormi tanto como hoje. Acordei tarde. Quase na hora de almoço. Fui ler depois da refeição. Voltei a dormir. Despertei há pouco tempo. Andei refletindo sobre essa sonolência. Parece que inconscientemente o meu corpo recebe comandos para ficar deitado, esquecido do mundo, esquecido de tudo, vivendo apenas as realidades nunca reais, realizando os desejos reprimidos pelo superego, querendo estender essa experiência até a próxima segunda-feira à tarde. Até lá algumas coisas estarão resolvidas, algumas dores superadas, algumas feridas cicatrizadas.

Mas de que adianta fugir da concretude das coisas da vida? Apesar de entender que a vida é ambígua, ambivalente, paradoxal e que isso a torna mais excitante, eu não consigo aceitar alguns dados, alguns resultados consumados que contrariam meus sentimentos, minhas emoções. Mas fugir adianta? Não! A lógica responde imediatamente não. A razão diz não. Contudo, Pascal disse que o coração tem suas razões, que a própria razão desconhece. Isso responde tudo!

A noite agora domina soberana sobre a cidade. Não vislumbro estrelas ainda. Talvez elas apareçam mais tarde. Entretanto, um consolo me restou. Hoje não é noite de lua cheia. Menos mal. Seria duro demais sair de casa hoje sob a lua cheia. 

PS: A internet daqui é muito lenta. Faz tempo que tento postar esse texto. Contudo nada é por acaso. Acabo de receber, nesse instante, as 18:59, um sms de um amigo que conhece os motivos de eu ter ficado hoje em Alagoinha. Ele me mandou uma frase que diz ser clichê, mas que nunca eu tinha escutado ou lido. "Não corra atrás da borboletas. Relaxe q elas vem até vc." Gostei (risos).

2 comentários:

  1. Tem dias que são assim mesmo...
    Gostei do texto porque reflete alguns dias pelos quais passei.
    Não talvez não tenha sido um sábado tão anormal assim...

    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  2. Passou semanas sem ler tuas postagens, mas é incrível como, mesmo com o passar do tmepo, ainda me identifico com todas elas. Te admiro e te adoro muito!

    ResponderExcluir

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...