domingo, 2 de novembro de 2008

A confiança entre amigos

Ontem eu e dois amigos, Felipe e Caio (nomes fictícios, porque não seria ético de minha parte postar os nomes reais), estávamos na praça da matriz conversando sobre amor, sexo, namoros, ficadas. Depois fomos pra porta principal da Igreja conversar, já era mais de 23 horas.
Confissões de minha parte. Confissões da parte de Felipe. E nada de confissões de Caio. Tentamos de todo jeito arrancar algo dele, mas sem sucesso, só pouca coisa.
Depois de um certo tempo ele nos disse o porquê de seu silêncio. Não confiava em nós. Tomei até um choque. Felipe também ficou um pouco assustado. Nós tínhamos aberto nossas vidas perante ele, e ele ainda não confiava em nós? Ele tem até vontade de contar sobre sua vida, mas ainda não conquistamos sua confiança para tanto.

Hoje se não tivesse lendo "Neve" de Orhan Pamuk, Nobel da literatura em 2006, esse acontecimento de ontem não seria registrado aqui. Numa parte do romance, o personagem principal, Ka, foi chamado por um garoto que ele não conhecia, para ir a um lugar que ele também não conhecia, falar com alguem que ele nem imaginava quem fosse. Ele lógico estava bem desconfiado em ir. Mas depois de um tempo, o garoto disse "Se você não é capaz de confiar nas pessoas, nunca vai conseguir chegar a lugar nenhum na vida" p84. Quando li essa frase que Necip disse a Ka, veio imediatamente a minha mente a conversa de ontem.

Procurei muito um caderno que tenho de anotações. Queria confirmar uma frase que escutei de Miguel Reale Jr., no Café Filosófico, sobre a amizade. Ele citou Cícero. "Amizade é antes de tudo confiança". Anotei essa frase e já, em depoimentos no Orkut, escrevi para meus amigos.

A verdade é que numa relação de amizade, a confiança é algo indispensável. Acredito que seja a base sobre a qual a amizade é construída. Afinal, ter um amigo é ter alguém pra gente desabafar, conpartilhar nossos segredos, nossas angústias, falar aquilo que a gente não quer contar pra nossa família, e ter a certeza que ele não vai sair por ai divulgando o que nos atormenta.


"A amizade sem confiança é uma flor sem perfume",achei num site. Adoro flores. Não só pela sua beleza. O perfume que elas exalam me encanta. Agora uma flor sem olor... A gente até acha ela bonita, mas quando a gente se aproximar e ver que ela não tem perfume, a beleza se esvai. Assim é na amizade.

Acho que o erro está me mim e em Felipe. Nós não conseguimos, afinal de contas, passar a imagem de pessoas confiáveis. Mas como ela é uma conquista, acredito que vou conseguir ter a confiança de Caio para que nossa amizade seja verdadeira e honesta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...