terça-feira, 14 de julho de 2009

Chuva e sol

Chove. Faz sol. Chove faz sol. Os dias aqui estão se comportando desse jeito. Chove. Faz sol.
Lavei meu tênis domingo. Até hoje não secou. Chove. Faz sol.
Acho (não tenho certeza) que hoje deve fazer um solzinho, pra secar meu tênis e minhas roupas que estão penduradas no varal.
Agora o tempo parece que já está mudando. Ave Maria.
Mas é assim mesmo. Não tenho o poder sobre a natureza (de prejudicar tenho, mas esse não quero usar), ele é da esfera divina.
Aqui, em Alagoinha, as chuvas causaram uns desastres. Mas, pensando bem, não foi a chuva. A falta de infra-estrutura nas casas e na ruas que causaram o desastre. A chuva só fez trazer à luz o que estava oculto.
Mas eu gosto da chuva. Não gosto de trabalhar quando está caindo a chuva. Mas, quando estou em casa, ouvindo uma música ou assistindo um filme, a chuva ajuda a tornar o momento mais poético.
Gosto da chuva, também, quando estou apaixonado. Ah, como é bom imaginar um beijo molhado com a pessoa amada!
Enquanto escrevo, os pássaros cantam. Uma melodia sublime chega aos meus ouvidos. Sem nenhum outro ruído. É um momento raro onde trabalho. Raro e divino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...