sexta-feira, 25 de abril de 2008

Mudando de emprego


A manhã de ontem foi agitada na escola.
Tive problemas com uma turma que julgava ser calma.

Fiquei quase rouco com tudo o que aconteceu e pelo uso exagerado de minha voz.
Chego em casa de 11:30 hs. Esperei na escola uma colega de trabalho, por isso cheguei tarde. Mal entro no meu quarto quando minha mãe diz que veio um telegrama de Guarabira para mim. Pensei logo que seria dinheiro para receber. Fiquei contente, então. Mas não era grana que tinha para mim. Era coisa melhor.

Fui, finalmente, depois de 1 ano convado pela prefeitura. Sai correndo para ajeitar os documentos necessários na contratação. Fiquei como um louco. Não tenho carro. Não tenho motocicleta. Fui atrás das coisas com minha bicicleta (rimou, hehehe).

Cheguei em Guarabira bem cedo. Esperei um tempão para ser atendido. Se eu soubesse que iria demorar tinha levado um livro pra ler.

Quando fui antendido fiquei sabendo que tenho que voltar segunda-feira com todos os documentos completos. Mas é assim mesmo a burocracia estatal.

Fiquei ao mesmo tempo feliz e triste. Feliz por ter sido chamado, assim vou ter um emprego efetivo. Triste por, provalvemente, ter que abandonar minha escola. Adoro ensinar. Às vezes, e muitas vezes na verdade, tenho dificuldades com adolescentes rebeldes e sem perspectiva. A escola existe para esses, contudo.

Mas se tiver que optar vou ficar com o meu novo emprego. Na escola sou contratado, e até agora, depois de quase 3 meses de trabalho nem o contrato assinei.

As mudanças na vida da gente são necessárias. Algumas vem contra nossa vontade. Outras são planejadas. Ambas, porém, são importante. Elas só ocorrem porque algo não está bem em nós. Sempre vão acontecer. Queiramos ou não.

É uma nova fase em minha vida. Um desafio. Vou ter que me deslocar 15 km até o meu futuro trabalho. Conhecer novas pessoas, novos espaços, ter novas experiências.

Guarabira foi a cidade em que, há 21 anos, nasci. Lá estudo desde 2005. De segunda à sabado. Sempre a achei linda. Imaginava e imagino sendo prefeito de lá; que sabe é o destino?

Um novo horizonte se descortina para mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...