terça-feira, 9 de outubro de 2007

Há momentos na vida que tudo que era verde morre. Os sonhos ficam sem significado. A esperança definha. Nada parece ter mais valor. Deseja-se até a morte. Se a vida está tão estéril qual o motivo de continuar nela? Se quando olha-se para o lado a paisagem está amorfa, a terra rachada, nenhum sinal de alegria, não há motivo para viver assim. É melhor largar tudo. Morrer. Partir para uma outra vida no além-túmulo ou para o aniquilamento total. É o momento de seca na existência. Quando vivencia ele parece que nada de bom mais existe. Esquece, por exemplo, das alegrias que já foram presenciadas, dos momentos que se queriam tornar eternos. Não, a vida tem seu momento onde a temperatura está tão alta que rouba as forças, os sonhos, a esperança, a alegria...Mas tudo passa, tudo passará, como diz a música. Então vem a chuva, trazendo de novo a alegria, renascendo a esperança, renovando os sonhos. Como a vida é interessante. Aí, a seca fica como um pesadelo de uma noite turbulenta, mas que logo passou. Amo a vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...